Conheça a MDM

Como ouvir

Programação

Notícias

Top 10

Podcasts

Cadastre-se

Bate Papo

Área do Ouvinte

Contato







Notícias


Em Washington, Camilo afirma que o Amapá merece receber pelos serviços ambientais que realiza
17/05/2013

O governador Camilo Capiberibe proferiu palestra em evento, no Wilson Center, em parceria com a Conservação Internacional. Também palestraram a coordenadora dos Estudos Avançados da Amazônia da USP, professora Maritta Koch-Weser, sobre seu projeto de criação do Campus de Negócios da Floresta e o diretor-executivo da Conservação Internacional, André Guimarães, que fez questão de enfatizar o papel de liderança do Amapá e do governador Camilo como referência a ser seguida na questão da sustentabilidade. Durante sua palestra, o governador mostrou a realidade ambiental do Estado, que estabelece 73% de áreas de florestas protegidas, algumas intocáveis, como é o caso do Parque do Tumucumaque e Reserva do Cabo Orange. Ele lembrou aos americanos que todas as terras indígenas do Amapá estão demarcadas, que várias políticas estão sendo desenvolvidas para garantir o aproveitamento econômico das florestas. Estamos buscando construir um modelo para chegar ao desenvolvimento com equilíbrio na preservação dos nossos recursos naturais. Vamos financiar o desenvolvimento das cadeias produtivas. No entanto, precisamos rever as políticas ambientais. Hoje, no Brasil, elas não são voltadas para os estados que não desmataram, comentou. O Estado deve chegar a R$ 50 milhões em investimentos com recursos do tesouro estadual nestes 4 anos em programas variados de redução do desmatamento. Mas, disse o governador, essa responsabilidade tem que ser compartilhada com o Governo Federal e outros investidores. Queremos o reconhecimento das instituições financeiras nacionais e internacionais. Somos o exemplo em preservação e merecemos receber pelos nossos serviços ambientais. Por isso, não tenho dúvida que os ativos florestais são viáveis economicamente, afirmou o governador. Aos ambientalistas, Camilo Capiberibe disse que manter tanta floresta protegida impõe grandes desafios para o Estado, que tem o maior crescimento populacional do Brasil e da Região Norte. Isso exerce uma pressão muito grande nos equipamentos públicos e ao mesmo tempo exige uma política de inclusão das comunidades tradicionais, falou, informando que o Estado desenvolveu um modelo econômico sustentável para transformar riqueza florestal e não florestal promovendo a inclusão social. O governador citou os quatro principais produtos do Estado no campo do extrativismo vegetal: açaí, castanha-do-brasil, cipó-titica e a madeira. Todos esses bens podem e devem ser explorados, de forma sustentável, que gere riqueza para a cidade, mas também para viver na e da floresta, pontuou.


Últimas notícias:

17/05/2013 - Maranhão e Pará entre os maiores produtores de carvão do Brasil
17/05/2013 - Em Washington, Camilo afirma que o Amapá merece receber pelos serviços ambientais que realiza
17/05/2013 - Audiência Pública discute obrigatoriedade da utilização de coletes de segurança por mototaxistas em
17/05/2013 - Senador Capiberibe processa Fran Júnior por calúnia e difamação
17/05/2013 - Senador Capiberibe processa Fran Júnior por calúnia e difamação
09/05/2013 - Fim de tarde no Museu Sacaca fará homenagem às mães amapaenses
09/05/2013 - Governos do Amapá e do Pará se unem para resolver problemas em comum
09/05/2013 - GRUPO REPIQUETE É ATRAÇÃO NOS FIUNS DE SEMANA
06/05/2013 - Amapá promove 1º Festival Gastronômico Peixe do Mar no Meio do Mundo
23/04/2013 - Eleição na OAB tem nova composição na chapa 1

[ ver todas as notícias ]

Desenvolvido por InWeb Internet